ProspeCAD no Face

Informações Vídeo-aula Topografia - AutoCAD Civil 3D

Conteúdo Programático:

Capítulo 1 - Configurações do arquivo (template);
- Criando uma base de dados de agrimensura – New Local Survey Data Base.
- Editando parâmetros da base de dados de agrimensura - Survey User Settings- Survey Database Settings.
- Criando/Configurando uma base de dados de equipamentos de agrimensura - Equipament Data Base Manager.
- Criando/Configurando uma base de dados de figuras - Survey Figure - Figure Prefix Database.
- Utilizando Description Key (Chave de Descrição do Ponto) - Description Keys Sets - Criando/Configurando códigos de ligações automáticas - Edit Linework Code Set.
- Configurando estilos para pontos;
- Criando novo formato de pontos para importação de GPS;

Capítulo 2 - Importando dados para o AutoCAD Civil 3D:
- Convertendo levantamentos TOPCON para FBK caderneta de campo (Sistema Colet).
- Criar uma NETWORK.
- Importar FBK (pontos de controle, poligonal e irradiações).
- Criando uma Poligonal (Transverse).
- Editar a Poligonal.
- Aplicando métodos para ajuste de uma poligonal topográfica.
- Editando Figuras.
- Transladando base de dados de agrimensura.
- Importando GPS com novo formato de pontos já configurado;
- Criando novos códigos e importando novo levantamento de GPS;
- Aplicando linework code sets e figure styles no levantamento;
- Ajustando anotações de parcels para propriedades;
- Transformações de coordenadas (LOCAL para UTM) com edição de sistema de coordenadas.

Capítulo 3 - Criando superfícies com objetos pré-definidos:
- Criando surfaces pelo Survey para estação total e GPS com breaklines;
- Por pontos de GPS (Prospector);
- Curvas de nível pré existentes (Prospector);
- Objetos do AutoCAD, como pontos, 3d faces, textos e polyfaces (Prospector).
- Movendo atributos de blocos para a propriedade de elevação para criar surface.
- Controle da densidade dos pontos
- Criação de surface por nuvem de pontos (point clouds).
- Criando surface por SRTM da Embrapa ou INPE.
- Gerando imagens BING.

Capítulo 4 - Analisando, editando, simplificando e corrigindo surfaces:
- Classificando estilos para nuvem de pontos (vegetação, água, construção, elevação, etc).
- Apresentação dos componentes de uma superfície e controle do espaçamento das curvas de nível;
- Ajustes na triangulação para correção de erros de levantamento e melhoria da qualidade das curvas de nível;
- Ajustes de pontos e suavização;
- Simplificando a surface para melhoria na performance;
- Datashortcut da surface;
- Ajustando o level of detail (visualização da surface);
- Classificando elevação e declividades;
- Inserção de rótulos com cotas das curvas, altimétricas e inclinações ;
- Alinhamento e perfil longitudinal com dados topográficos.
- Sample Lines e sectiow views (seções transversais).
Capítulo 5 - Convertendo e exportando dados para locação em campo
- Create COGO Point From Corridor;
- Extraindo pontos de uma surface e convertendo e COGO Points com descrição automática;
- Ligação de pontos de forma automática através de linhas;
- Exportando pontos para txt (locação);
- Extract Data – extraindo descrição de blocos do Topograph;

Capítulo 6 - Divisa de matrícula e anotações:
- Criando divisa simples entrando com dados de rumo ou azimute com distância
- Gerando anotações (área do lote, rumo ou azimute e distância) através de parcels;
- Gerando tabela simples para a matrícula.

Capítulo 7 - Acabamento:
- Elaborando prancha de acabamento do planialtimétrico com escala, norte e malha de coordenadas com tabela de pontos e coordenadas;

Materiais que acompanham:

- Arquivos de cada exercício mostrado nas aulas gravadas e template de cada aplicação para cada exercício versão 2013;
- Plataforma EAD YouTube;
- Arquivo executável do Sistema Colet (software utilizado durante o curso).

Carga horária:
Aproximadamente 4 horas que equivale à 8 horas de aula.

Público Alvo: 

Técnicos de agrimensura,geomática e cartografia, auxiliares de topografia e todos os profissionais do campo e escritório.
Profissionais que estão no mercado de Engenharia Civil e Infraestrutura e querem migrar para o Software BIM Autodesk Civil 3D;
Estudantes da faculdade de Engenharia Civil.
Engenheiros do setor de construção Civil em geral.
Desenhistas.  

Pré-requisitos: Conhecimentos em AutoCAD 2D e noções de conceitos de topografia.

Suporte técnico:
Dúvidas das aulas pelo nosso email: contato@prospecad.com.br. O aluno deve possuir o número de série do produto Autodesk Civil 3D e informá-lo na solicitação.

Objetivo do curso:

Aprender técnicas e configurações para produção de diversos dados altimétricos seja para levantamento pré-estudo como locação de obras além de técnicas novas como processamento de nuvem de pontos e outros procurando otimizar a produção de seu trabalho através da ferramenta da Autodesk utilizando-a como BIM.

Nível do curso: 

Básico/Intermediário.


Informações Vídeo-aula Maquete Eletrônica - Autodesk Infraworks

Conteúdo programático:


CAP.1 – INTRODUÇÃO E CONFIGURAÇÃO

- EXPORTAÇÃO DO TERRENO (LANDXML) DO CIVIL 3D
- IMPORTAÇÃO DO TERRENO (LANDXML) PARA O INFRAWORKS
- CONFIGURANDO SISTEMA DE COORDENADAS
- APLICANDO MATERIAL PARA O TERRENO
- ATALHOS DE ZOOM
- CONHECENDO A PALETA DE ESTILOS
- ORGANIZANDO LAYERS

CAP.2 – GERENCIAMENTO E ELABORAÇÃO

- MENSURANDO DISTÂNCIAS NO MODELO
- EDITANDO ESTILOS (ALTERANDO A LARGURA DAS RUAS)
- EDITANDO ACABAMENTOS (ESPAÇAMENTO DA DRENAGEM);
- CRIANDO RUAS ATRAVÉS DE DIFERENTES BLOCOS;
- CRIAÇÃO DE PROPOSTAS PARA MODELOS CONCEITUAIS
- AJUSTANDO ELEVAÇÕES E ÁREAS ATRAVÉS DOS VÉRTICES;
- CRIANDO ÁREAS DE COBERTURAS (DIFERENTES MATERIAIS PARA TERRAPLENAGEM, QUADRAS, PISCINAS, ARRIMOS);
- CRIANDO DIVISÃO DE LOTES POR COBERTURAS;
- CRIANDO ÁREAS DE ÁGUAS;
- CRIANDO CONJUNTO DE ÁRVORES;
- IMPORTANDO PLATAFORMA EXTERNA .OBJ
- CARACTERIZANDO O TIPO DO MODELO;
- INSERINDO O MODELO EXTERNO PELO CURSOR;
- APLICANDO HUMANIZAÇÃO (CARROS, PESSOAS, CASAS)
- AJUSTANDO VÉRTICES EM X,Y,Z DA HUMANIZAÇÃO;
- AJUSTANDO ESCALAS E ELEVAÇÕES DOS MODELOS;

CAP.3 – VISUALIZAÇÃO E RENDERIZAÇÃO

- OTIMIZANDO A VISUALIZAÇÃO DO MODELO (DATA, CÉU, HORÁRIO);
- RENDERIZAÇÃO;
- IMAGEM INSTÂNTANEA (SNAPSHOT)
- CRIANDO VÍDEOS



Materiais que acompanham:

- Arquivo de Civil 3D utilizado como exemplo, surface em Landxml, modelos 3d do site https://3dwarehouse.sketchup.com/ usados no modelo, arquivo final do modelo;
- Plataforma EAD YouTube;

Carga horária:

Aproximadamente 5 horas que equivale à 10 horas de aula.

Público Alvo:

Profissionais que estão no mercado de Engenharia Civil e Infraestrutura, trabalham com AutoCAD Civil 3D e querem aprender a como integrar com o Autodesk Infraworks em BIM;
Estudantes da faculdade de Engenharia Civil, Agrimensura, Técnico de Edificações e similares;
Arquitetos que querem ter os primeiros passos no Autodesk Infraworks;
Engenheiros do setor de construção Civil em geral.

Objetivo do curso:

Aprender a como elaborar uma modelagem 3D com dados vindos do Civil 3D e outros softwares do mercado, além de apresentação e animação.

Nível do curso:

Básico.

Pré-requisito:

Conhecimentos básicos em AutoCAD Civil 3D

Suporte técnico:

Dúvidas das aulas pelo nosso email: contato@prospecad.com.br. O aluno deve possuir o número de série do produto Autodesk Civil 3D e informá-lo na solicitação.

Informações Vídeo-aula Lagoa Facultativa - AutoCAD Civil 3D

Conteúdo Programático:

CAP.1 – INÍCIO DO PROJETO
- IMPORTAÇÃO DE ESTILOS DA TEMPLATE
- CRIAÇÃO DO TERRENO A PARTIR DE CURVAS DE NÍVEL
- DELIMITAÇÃO DO LIMITE DE PROJETO- APLICAÇÃO DE LABELS NA SURFACE 3D DE ESTUDO
CAP.2 – ETAPAS DO PROJETO
- USANDO FEATURE LINE PARA OS PLATÔS
- EDITANDO FEATURE LINES
- ESTABILIZAÇÃO EM TALUDES (GRADING)
- CONFIGURAÇÃO DE CRITÉRIOS PARA AS LAGOAS FACULTATIVAS
- APLICANDO O GRANDING E O INFILL GRADING
- INTERAÇÃO DA TRINGULAÇÃO NA SURFACE DE TERRAPLENAGEM
- BALANCEANDO O CORTE E ATERRO PARA EQUILÍBRIO DE VOLUME DE TERRA
CAP.3 – ETAPAS FINAIS DE PROJETO
- CRIAÇÃO DAS CURVAS DE PROJETO (SURFACE)
- CRIANDO A COMPARAÇÃO ENTRE O TERRENO NATURAL E A SUPERFÍCIE DE TERRAPLENAGEM
- ANÁLISE DE TERRAPLENAGEM (SPOT ELEVATION ON GRID)
- CONFIGURAÇÃO DOS ESTILOS DA REPRESENTAÇÃO DE TALUDES EM CORTE E ATERRO (EDIT STYLE GRADING)
- ANALISANDO O VOLUME FINAL- GERAÇÃO DA TABELA DE ELEVAÇÃO DO MAPA DE MANCHA
CAP.4 – CONCLUSÃO DO PROJETO
- CRIAÇÃO DOS ALINHAMENTOS DAS SEÇÕES TRANSVERSAIS
- CONFIGURAÇÃO DE ESTILOS E LABELS PARA ALINHAMENTOS
- EDITANDO GEOMETRIAS (PI´s) NOS PERFIS
- QUICK PROFILE- CRIAÇÃO DOS PERFIS EM SEÇÕES TRANSVERSAIS (CREATE SURFACE PROFILE/ CREATE PROFILE VIEW)- EXPLANAÇÃO DAS CONFIGURAÇÕES E ESTILOS DOS PERFIS E GREIDES
- APLICAÇÃO DO DATA BANDS- ANÁLISE DO PROJETO COM BASE NAS SEÇÕES
- CRIAÇÃO DE UMA TABELA DE VOLUME (ANALYZE-VOLUMES)- CUSTOMIZAÇÃO DE ESCALAS (LAYOUT)
- PRODUÇÃO DA PRANCHA DE MAPA DE MANCHAS.

Materiais que acompanham:

- Arquivo usado no projeto piloto e resultado final e template versão 2013;
- Vídeo-aulas em nuvem (online);

Carga horária:

Aproximadamente 3 horas que equivale à 6 horas de aula.

Público Alvo:

Profissionais que estão no mercado de Engenharia Civil e Infraestrutura e querem migrar para o Software BIM Autodesk Civil 3D;
Estudantes da faculdade de Engenharia Civil, Agrimensura, Técnico de Edificações e similares;
Engenheiros do setor de construção Civil em geral.
Desenhistas que querem iniciar a carreira ou função de projetista.

Objetivo do curso:

Aprender como trabalhar com ferramentas específicas para criação de um projeto eficiente de lagoas facultativas com otimização de volume de terra.

Nível do curso:

Básico para intermediário.

Pré-requisito:

Conhecimentos em AutoCAD 2D, preferencial Básico em AutoCAD Civil 3D

Suporte técnico:

Sem suporte.

Informações Vídeo-aula Rodovia Vol.2 - AutoCAD Civil 3D

Conteúdo Programático:

Capítulo 1 – Análises iniciais
-  Análise no Google Earth usando a ferramenta Street View para recriação do projeto de interseção (Rod. Alexandre Balbo x Anhanguera SP 330 no Km 321 em Ribeirão Preto);
-   Conhecendo a pista e o funcional para estudo dos gabaritos e geometria;
-   Análise de relatórios do DER/DNIT para definir premissas de projeto.
Capítulo 1a – Caracterísiticas das vias principais
Consulta de relatório do DER para classe I
Capítulo 1b – Caracterísiticas das alças e ramos (Velocidade\Superelevação)
-  Contorno sul 100 km/h emax = 10%
-  Alças: 60 km/h  emax = 8%
-  Ramos: 40 km/h emax = 6 %
-  Faixa de aceleração em desaceleração (calculada no Excel e aplicada no AutoCAD Civil 3D)Capítulo 2 – Geométrico (alinhamentos)
-  Criando alinhamentos principais e secundários com espirais (obedecendo o raio mínimo e comprimento mínimo da espiral) – anexando XML do Design Criteria;
- Criando offsets do alinhamento principal e secundário;
- Adicionando widening para faixa de acelaração e desaceleração;
- Criando os alinhamentos das alças e ramos com espirais;
- Criando curva reversa para uma alça;
Capítulo 2a – Cálculos automáticos (superelevação)
-  Cálculo de superelevação sobre faixa de rolamento e acostamento para todos os 10 alinhamentos diferenciando os critérios (pista dupla e simples);
-  Criação do gráfico ou vista de superelevação para todos os 10 alinhamentos;
-  Edição da superelevação para alguns alinhamentos;
-  Explanação das fases de superelevação no AutoCAD Civil 3D (percentagem/ transition Lenght/ regiões NC – LC – RV – BFS – EFS, entre outras);q   Resolvendo necessários Overlaps nas alças e ramos.
Capítulo 2b – Cálculos automáticos (superlargura)
-  Cálculo de superlargura para todos os 10 alinhamentos através do tipo de veículo SU;
-  Categorias e tipos de veículos que o AutoCAD Civil 3D trabalha.
Capítulo 3 – Perfis e Greides
-  Gerando pontos de amarração para as vias principais e secundárias entre as alças e ramos (Point Creation Tools – Station Offset – Project Objects To Profile View);
-   Desenvolvendo o perfil longitudinal e greide (Profile Creation Tools)q  Respeitando as inclinações para rampa máxima e mínima (Design Check), além do K para distâncias de visibilidade em curvas convexas e concavas (anexando o XML do Design Criteria);
-   Obedecendo o gabarito vertical mínimo.
Capítulo 4 – Seção TipoVia principal – Contorno SulDerivado – encaixe ramos (lado direito e esquerdo)Derivado – barreira lateral
Via principal – Contorno Norte com canteiro centralObra de ArteFaixa de aceleração e desaceleraçãoMuro de arrimo
Capítulo 5 – Modelagem 3D da Rodovia (Corredor)
-  Serão criados três corredores:
Contorno Sul e AlçasContorno Norte , Obra de arte e RamoMuro de Arrimo.
Capítulo 5a – Desenvolvimento do corredor
-  Adicionando Baselines e regiões para todos os corredores;
-  Editando regiões e frequências (importante para feature lines).q  Utilização do comando Feature Line From Corridor e encaixe nas alças e ramos através de tagets para largura e perfil;
Capítulo 5b – Simulação e alteração no corredorq  Aplicação dos targets das subassemblies nas superlarguras.
-  Criação de duas sample lines e duas section views teste (uma para o corredor norte e outro para o sul) para simular a situação das superelevações nas alças e ramos para concordância transversal
;-  Serão rebaixados alguns greides para que a superelevação na tangente da faixa de aceleração e desaceleração fique sempre entre 0 à 2 % na entrada as alças e ramos;
-  Será recalculada a superelevação em alguns casos que sofrerem alterações;
Cap.6 – Surfaces de terraplenagem
-  Criar surface de limpeza do terreno;
-  Criar surface de terraplenagem datum e top, e de arrimos;
-  Curvas de Projeto por Datashortcut;

Materiais que acompanham: 

- Arquivos de cada exercício mostrados nas aulas gravadas e template versão 2014;
- Plataforma EAD YouTube;
- Outros (Materiais com valores DER e planilhas utilizados no projeto piloto).

Carga horária:

Aproximadamente 16 horas que equivale à 32 horas de aula.

Público Alvo:

Profissionais que estão no mercado de Engenharia Civil e Infraestrutura e querem migrar para o Software BIM Autodesk Civil 3D;
Estudantes da faculdade de Engenharia Civil, Agrimensura, Técnico de Edificações e similares;
Engenheiros do setor de construção Civil em geral.
Projetistas de rodovias de órgãos governamentais como DNIT e DER e concessões.
Engenheiros como grande experiência de mercado rodoviário que querem migrar para o software. 
Desenhistas da área.

Objetivo do curso:

Aprender como desenvolver um projeto de interseção em trevo incluindo ramos e alças de aceleração em estudo de terraplenagem, geométrico e pranchas de acabamento com cálculos obrigatórios e notas de serviço padrão DER-SP.

Nível do curso:

Especialista.

Pré-requisito:

Conhecimentos avançados com Certificação Profissional ou Usuário em AutoCAD Civil 3D.

Suporte técnico:

Dúvidas das aulas pelo nosso email: contato@prospecad.com.br. O aluno deve possuir o número de série do produto Autodesk Civil 3D e informá-lo na solicitação.

Informações Vídeo-aula Rodovia Vol.1 - AutoCAD Civil 3D 2016

Conteúdo Programático:

Capítulo 1 – Criando e manipulando a topografia:

- XREF do planialtimétrico dentro da template DNIT 2016;
- Importação, recorte (shapefile) e conversão de sistemas de coordenadas de uma surface SRTM no Autodesk Infraworks por raster;
- Importação por .IMX;
- Geração da surface por pontos importados, surface SRTM e boundarie da faixa de domínio em relação ao eixo;
- Condição de comprimento máximo de triangulação;
- Geração de mapas de banco de dados online da região de projeto (Geolocation – BING);
Datashortcut da surface para etapa de projeto geométrico.

Capítulo 2 – Características técnicas do projeto:

- Geração temática do mapa de declividade;
- Determinação da classe de projeto ou nível de serviço, i% da rampa máxima e mínima, velocidade diretriz da pista e emax com base em tabelas do DER;

Capítulo 3 – Projetando a rodovia (vicinal)
Parte 1. Configuração de critérios

- Design Criteria Editor (Base de dados DNIT Civil 3D 2016):
- Compatibilizando a velocidade diretriz com raio mínimo;
- Compatibilizando raio mínimo com e max
- Compatibilizando comprimento das espirais com raio mínimo das curvas circulares;
- Compatibilizando valores K para curvas verticais.
- Entendendo a tabela de superelevação para determinada velocidade em relação aos intervalores de raios.
- Entendendo a fórmula usada para as fases de superelevação;
- Entendendo o cálculo de superlargura (direto do Design Criteria);

Parte 2. – Projeto geométrico (alinhamento horizontal)


- Adequando a tabela de raio mínimo e determinando a velocidade para a geometria horizontal em planta
- Criando Aligmnent from Objects do eixo do planialtimétrico;
- Definindo a geometria com curvas circulares composta e simples (com e sem espirais)
- Dividindo o trecho em diferentes velocidades;
- Inserindo sinalização (placas regulamentação e advertência);
- Adequando novos valores para geometrias horizontais circulares para o trecho com nova velocidade
- Calculo de superelevação para a vicinal com diferença algébrica no acostamento;
- Editando a superelevação para curva circular simples;
- Criação de offset alignment para superlargura (adaptando ao veículo do plugin Vehicle Traking);

Parte 3 – Desenvolvendo o greide

- Criando shortcut reference da surface primitivo;
- Alinhamento vertical com valores de K máx. e mín;
- Elaboração de parábola determinando o valor de K;
- Gerando vistas de superelevação.


Parte 4 – Seção tipo

- Entendendo o code set style da template para Notas de serviço DER-SP
- Criando o eixo da seção tipo gabarito (assembly);
- Criando subassemblies com pavimento, base, subbase  e reforço do subleito aceitando superelevação, acostamento (do Kit country Brazil 2016) aceitando superelevação com diferença algébrica, aplicando subassembly de taludes com banquetas (Kit country Brazil 2016)
- Criando market points para notas de serviço incluindo cota do coroamento;

Parte 5 - Corredor
Vicinal

- Geração dos corredores com superelevação e superlargura (target dos alinhamentos);
- Criação da surface (boundarie automática) dos corredores;
- Editando frequências e targets;
- Aplicação de taludes da template (slope pattern);
- Sample line teste para análise da superelevação no corredor;

Faixa de aceleração

- Cálculo de Taper, comprimento mínimo e raio mínimo em função da velocidade do trecho Excel e Offset Alignment;
- Profile Superimposed do alinhamento principal para o de saída do trecho;
- Create Feature Line from Corridor para utilizar em target profile
- Novas assemblies e regiões do corredor

Capítulo 4 – Volumes e notas de serviço:

- Criação da surface de limpeza
- Configuração para cálculos de volume e terraplenagem por sample lines;
- Criando seções como Notas de serviço (NS – DER/SP) como referência externa (novo arquivo);
- Recursos adicionais: Gerar PDF de Notas de Serviço DER-SP

Capítulo 5 – Relatórios

- Comparação;
- Diagrama de massas ou Bruckner;
- Etiquetas (labels) com numerações para alinhamentos horizontais.
- Tabela de geometria (.dwg)
- Tabela de volumes e materiais (.dwg)
- Tabela de volumes, massas e materiais (Volume Report – CKB 2016)
- Tabela Horizontal DER-SP
- Relatório Horizontal DER-SP
- Relatório Vertical DER-SP
- Modelo superelevação (Notas de Serviço)

Capítulo 5 – Acabamento:

- Folhas de documentação em planta, perfil longitudinal e greide – padrão DER;
- Trabalhando com a Data-bands e caixões.
- Sincronizando dados do projeto para atualização do acabamento;
- Inserção de malha de coordenadas;

Materiais que acompanham: 

- Arquivos de cada exercício mostrados nas aulas e template versão 2016 com materiais com valores DER/DNIT e planilhas;
- Plataforma EAD YouTube;

Carga horária:

6 horas que equivale à 12 horas de aula.

Público Alvo:

Profissionais que estão no mercado de Engenharia Civil e Infraestrutura e querem migrar para o Software BIM Autodesk Civil 3D;
Estudantes da faculdade de Engenharia Civil, Agrimensura, Técnico de Edificações e similares;
Engenheiros do setor de construção Civil em geral.
Projetistas de rodovias de órgãos governamentais como DNIT e DER e concessões. Engenheiros como grande experiência de mercado rodoviário que querem migrar para o software. 
Desenhistas da área.

Objetivo do curso:

Aprender como desenvolver um projeto de vicinal e alças de aceleração incluindo estudo de terraplenagem, geométrico e pranchas de acabamento com cálculos obrigatórios e notas de serviços.

Nível do curso:

Avançado.

Pré-requisito:

Conhecimentos básicos em AutoCAD Civil 3D, de preferência que esteja em um nível intermediário para melhor aproveitamento.

Suporte técnico:

Dúvidas das aulas pelo nosso email: contato@prospecad.com.br. O aluno deve possuir o número de série do produto Autodesk Civil 3D e informá-lo na solicitação.


Pesquisar este blog