ProspeCAD no Face

Autodesk Subassembly Composer - Camada de aterro para estradas

Boa tarde!
Hoje irei postar sobre um assunto mais complexo, o Autodesk Subassembly Composer, aproveitando também que não existem muitos assuntos relacionados à este tipo de aplicação.
Conforme solicitação do cliente teve que ser feita uma camada de aterro com 72 centímetros abaixo da pavimentação (assembly da pista) e 60 cm de espessura, como a pista já existia então coube ao responsável inserir a subassembly criada no composer abaixo da assembly principal para assim poder calcular esta camada de aterro.
Estive olhando as subassemblies no AutoCAD Civil 3D mas nenhuma atendeu as necessidades, incluindo o strippingtopsoil pois esta não faz a inclinação do talude para dentro, só para fora, além de outras tentativas como o linkwidthandslope + condicional faríamos a lanemultilayer chegar até o ponto abaixo da pavimentação, mas sem sucesso.
Portanto, a solução foi desenvolver a subassembly composer, veja:


Foram criados API (auxiliary point intersection) delimitando a camada de aterro com 60 centímetros de espessura, de forma que ela seguisse a superelevação (Left Outside Lane Slope) já calculada no alinhamento para o lado esquerdo, e Right Outside Lane Slope para o lado direito.
Para considerar a superlargura e entender corte ou aterro em relação à superfície do corredor consideramos dois parâmetros para target, um offset e outro surface.
Em Decision impomos a condição que quando a camada de pavimentação representada pelo AP1 na figura, que é o eixo da pista com seus offsets em pavimentação estivesse acima da surface então a camada de aterro seria criada neste novo corredor (que representaria apenas a camada de aterro 72 cm abaixo da pavimentação). Caso contrário, ou seja, corte, então simplesmente o assembly não apareceria em corte.
Veja abaixo as condições e as simulações:





Veja que quando a superfície (-5) está abaixo da camada de aterro então a subassembly é destacada. Quando está acima (=5, por ex.) então a subassembly desaparece. Isso fica evidente também quando criarmos o corredor.
O ponto base da decision para definição de corte ou aterro foi a seguinte expressão:
AP1.DistanceToSurface(SURFACE) > 0
Todos os links e shapes foram denominados para identificação dos cálculos no Civil 3D e forma de importação da subassembly para o software foi feita conforme mostrado neste link do blog do Daniel Queiroz:
http://civil3dbr.typepad.com/blog/2012/07/subassembly-composer-2013.html
Os auxiliary points são importantes para trabalhar paralelamente com a condicional DECISION sendo que após a definição da estrutura do "esqueleto" da assembly você possa inserir os points verdadeiros dependendo da sua condição. Neste caso, para o aterro delimitei todos os pontos e links sobre os auxiliary points e no caso de corte posicionei um único ponto no primeiro ponto do eixo, o AP1, exatamente sobre o qual eu impliquei a condição, portanto esta foi a lógica do meu trabalho.
Após importar no Civil 3D, a assembly foi montada só com a subassembly criada no composer e o corredor criado com o parâmetro de target em surface (coincidindo com a mesma que criei no SAC), para fazer a relação de corte e aterro, veja:


Observe também que caso sua camada deva chegar ao alinhamento de superlargura, as propriedades do corredor fornece este target conforme feito no SAC.
Veja os trechos criados apenas em situação de aterro.
Veja a configuração de cálculo com a inserção da shape criada no SAC.


E os valores finais com as vistas em seções só para o lado esquerdo.


Espero que tenham gostado deste novo tutorial sobre o Autodesk Subassembly Composer.
Agradecemos as informações disponibilizadas na internet sobre este programa que de certa forma ajudaram na elaboração desta Subasssembly e desta postagem.
Obrigado e até logo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog